Nome do Projeto
Programa Residência Pedagógica da UFPel
Ênfase
Ensino
Data inicial - Data final
01/11/2022 - 31/12/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Multidisciplinar
Resumo
O Projeto institucional do Programa de Residência Pedagógica na Universidade Federal de Pelotas (PRP/UFPel) tem o objetivo de aprimorar a formação inicial de licenciandos da UFPel, ao planejar atividades de ensino, por meio de estudos e ações que estimulem a articulação entre a teoria e a prática, promovendo a imersão do licenciando nas escolas e nas Redes públicas de Educação Básica, no diálogo com Preceptores e Docentes Orientadores. A atuação conta com a residência de licenciados matriculados a partir do 5º semestre ou com mais de 50% do Curso. O PRP será implementado com base nas seguintes ações: I) Estudo: preparação da equipe, com formação e reuniões; leitura e estudo de documentos oficiais, de metodologias e concepções de ensino; a ambientação na escola, com observações, registros, relatos e estudo do e no contexto escolar; II) Planejamento: elaboração de atividades de ensino, de seminários, de oficinas, de planos de aula, de materiais didáticos, etc., articulado a demandas do estudo, da escola e a dos professores; III) Regência: atividades em sala de aula, de forma individual e/ou coletiva, ministrando conteúdos em sala de aula ou realizando atividades de intervenção pedagógica, como oficinas, exercícios e orientações de atividades extraclasse, de temas e de conteúdos, com uso de diferentes metodologias e recursos, a partir do acompanhamento e da orientação do Preceptor e Docente Orientador; e IV) Pesquisa: registros, elaboração de diários, relatos de experiência e/ou relatórios, avaliação das experiências, com escrita (crítica) dos materiais e das atividades realizadas e socialização das atividades. O Projeto contempla o Ensino Fundamental e o Ensino Médio, em escolas públicas (estaduais, municipais ou federais), a partir de atividades vinculadas aos Cursos de Licenciatura em: Artes Visuais; Ciências Biológicas; Ciências Sociais; Dança; Educação Física; Filosofia; Física; Geografia; História; Língua Inglesa; Língua Portuguesa; Matemática; Música; Pedagogia; Química; e Teatro.

Objetivo Geral

O Projeto institucional do Programa de Residência Pedagógica na Universidade Federal de Pelotas (PRP/UFPel) tem o objetivo de aprimorar a formação inicial de licenciandos da UFPel - futuros professores. Para tal, há o planejamento de atividades de ensino, no diálogo com Preceptores e Docentes Orientadores, por meio de estudos e de atividades que estimulem a articulação entre a teoria e a prática nos cursos de Licenciatura, promovendo a imersão do licenciando nas escolas e nas Redes públicas de Educação Básica.

Justificativa

O PRP da UFPel, a partir da articulação entre teoria e prática na formação dos componentes, potencializa a formação dos professores dos cursos de Licenciatura, levando ao desenvolvimento de conhecimentos e de ações que envolvem diferentes disciplinas e áreas, por meio de atividades colaborativas com e nas escolas de Educação Básica (EB).
O PRP permite (re)pensar, (re)organizar e intensificar as arquiteturas curriculares dos Cursos, abordando temas relevantes e inovadores na e da EB, as quais qualificam e consolidam a identidade profissional dos licenciandos e dos professores envolvidos (da escola e da universidade). Como exemplo podemos citar a abordagem das demandas e dos temas emergentes destacados pelas Redes de ensino, como do “novo Ensino Médio”, dos itinerários formativos, de abordagens interdisciplinares, da Base nacional comum, da inclusão, da diversidade, da violência e de transtornos mentais (como ansiedade e depressão). Isso pode ser obtido por meio da articulação dos conteúdos com diferentes metodologias e perspectivas de ensino, contribuindo no aprimoramento das discussões e gerando propostas de atividades que contribuam na formação inicial e continuada dos professores, como se evidenciou em relatos de experiência de Residentes e nos eventos de avaliação na participação da UFPel no Edital 01/2020 do PRP.
Nesse contexto, o PRP da UFPel (e seus Subprojetos) se justifica por contribuir para: I) Desenvolver um conjunto de ações voltadas à melhoria dos indicadores educacionais, em especial, da formação docente, ao possibilitar (trans)formar, para melhor, a identidade docente, agregando conhecimentos na formação profissional da EB e Superior, especialmente dos Residentes, em suas diferentes dimensões (técnicas, pedagógicas, éticas, políticas, entre outras); II) Instituir articulações pedagógicas na atividade de acompanhamento dos estudantes nas escolas-campo do PRP, pelos DO e pelos Preceptores, bem como ativando o diálogo entre as instituições (Universidade, Estado e Município(s), os quais estão diretamente envolvidos), cujo regime de colaboração é imprescindível na produção e na organização de experiências escolares, nas práticas pedagógicas que permeiam a relação professor-estudantes; III) Organizar movimentos de colaboração embasados em processos decisórios conscientes, pautados por relações compartilhadas pelos participantes do PRP, no comprometimento com a formação da autonomia dos licenciandos, à medida em que reduzem a dicotomia entre teoria e prática, entre universidade e escola, e ao viabilizar as relações entre diferentes áreas de conhecimento, no compartilhamento de experiências, em planejamentos e no desenvolvimento de atividades; IV) Desenvolver a política de valorização docente, pelo incentivo financeiro por meio da bolsa e da formação pelas atividades do PRP, pois o contato com a sala de aula colabora para a permanência dos discentes nas licenciaturas e com a sua qualificação, no aprimoramento e no desenvolvimento da reflexão sobre a prática docente, com base na pesquisa, entre outros elementos essenciais à atuação profissional: afinal, a universidade é um espaço de formação inicial, que não pode ser entendida como etapa final de formação; V) Permitir (re)conhecer e agir com e sobre a complexidade do sistema escolar, com as demandas da escola e, também, promover o conhecimento e o uso de abordagens e de metodologias de caráter inovador nos processos de ensinar e de aprender, com a transposição didática de conhecimentos provenientes da Ciência e Tecnologia, com respeito e aprimoramento do protagonismo dos professores da EB e dos licenciandos; VI) Viabilizar um espaço de discussão das diferentes formas de compreender e de tratar as questões pedagógicas na e com a escola, alicerçada na interação, no planejamento intencional, no repensar sobre o processo pedagógico, refletir sobre a prática, na socialização dos aportes teóricos e das experiências de ensino e de aprendizagem entre os Residentes, DO, professores e alunos da EB; e VII) Desenvolver o princípio de indissociabilidade entre pesquisa, ensino e extensão, contribuindo com o processo de formação dos novos seres da sociedade (crianças e jovens), atingindo, reciprocamente, a formação dos docentes.
Nesse processo, cabe destaque para a importância do acompanhamento e da supervisão da formação dos licenciandos que, na articulação com as redes de ensino e a escola básica, fortalece e valoriza a docência como sendo o princípio formativo, ao envolver estudo, planejamento, desenvolvimento de atividades de regência e reflexão crítica (amparada em pesquisas), os quais são planejadas com base nos objetivos, aspectos e dimensões formativas (como os previstos nos Artigos 4º e 13º, e seus incisos, da Portaria nº 82/2022) que regulamentam o PRP. Isso em coerência com as diretrizes, as orientações e as leis que fundamentam e regulam a Educação Básica e Superior.

Metodologia

O acompanhamento do Projeto institucional e, mais especificadamente, dos Subprojetos ocorrerá por meio de sistemáticas distintas, posto que os Subprojetos envolvidos têm autonomia nas ações e no enfoque fornecido às atividades, embora estas devam acompanhar os objetivos do PRP, os quais são coordenados pelos Docentes Orientadores (DO) dos Subprojetos (e seus núcleos).
Nesses subprojetos, residentes, voluntários, preceptores e DO realizam avaliações constantes e sistemáticas, no âmbito da atuação nas disciplinas/área de atuação. O Projeto Institucional (PI) do PRP da UFPel, com a vigência de 18 meses, contará com a carga horária total de 414 horas de atividades, organizadas em 3 módulos, com carga horária de 138 horas cada módulo. Os integrantes do subprojeto envolver-se-ão, em cada módulo, em ações e atividades de: I) Estudo; II) Planejamento; III) Regência; e IV) Pesquisa, como descrito na caracterização deste PI, com distribuição de carga-horária variável entre os módulos e Subprojetos, dependendo do perfil de cada área, Curso e disponibilidade das escolas.
A distribuição em módulos visa a facilitar o acompanhamento, os processos de avaliação e de planejamento em níveis crescentes de complexidade, ao longo da vigência do Programa, inclusive para facilitar o recolhimento de informações e a execução das atividades, como previsto nos objetivos, metas e indicadores de avaliação do PRP. Os Residentes participarão, preferencialmente, dos três módulos do Projeto.
A carga horária total do PI deverá ser distribuída ao longo dos meses de vigência do projeto, de maneira que os participantes se comprometam com uma dedicação mensal mínima de 23 horas para melhor aproveitamento das atividades do PRP, conforme prevê o Edital e o Regulamento do Programa.
Os Subprojetos atuarão em consonância com o PI e em consonância com diretrizes, leis e orientações que embasam e regulamentam a UFPel (a singularidade dos Cursos de Licenciatura), as Redes de ensino e/ou escolas. Os processos de acompanhamento e de avaliação dos Subprojetos têm como foco o desenvolvimento da autonomia e da autoavaliação permanente. Sendo assim, envolverá: I. a formação de um Conselho de Representantes de Residentes e de Preceptores, para participar de encontros de planejamento e de avaliação do desenvolvimento do PI; II. encontros mensais de DO de área com a CI, para relatos, demandas e socialização das ações realizadas em cada Subprojeto, nos quais os docentes orientadores serão coordenadores das ações nas escolas parceiras, junto com os supervisores; III. encontros semestrais, após a finalização de cada módulo, para a apresentação das ações realizadas, avaliação e socialização das experiências entre integrantes do Programa que atuam em cada Subprojeto, e com convite aos Licenciandos não participantes do PRP; IV. acompanhamento, pelas equipes diretivas e pedagógicas, das escolas parceiras, juntamente com os DO e preceptores, que serão convidadas a avaliar o desenvolvimento das atividades e o envolvimento dos bolsistas e dos voluntários, ao final de cada módulo de formação; V. ao longo do Programa haverá o incentivo para o registro do atendimento aos objetivos, metas e indicadores alcançados por cada Subprojeto, permitindo a autoavaliação e a análise dos trabalhos nos grupos de cada Subprojeto, com acompanhamento da CI e do DO (das metas e indicadores do PI e dos objetivos dos Subprojetos), a partir de socializações em reuniões mensais e por meio de registros dos participantes do Programa (em eventos ao final de cada módulo e a partir de formulários de avaliação, respondidos por Residentes, Preceptores e DO); VI. No encerramento do Programa haverá a organização de um Seminário entre PIBID e PRP da UFPel (entre os DO, Coordenadores de área, Preceptores, Supervisores Residentes, Pibidianos e licenciandos), o qual consistirá em outro momento de acompanhamento e de socialização das aprendizagens, do alcance (ou não) de alguns indicadores e metas projetadas no PRP da UFPel.
Nesse sentido, o PRP buscará diferentes mecanismos para atender aos objetivos do PI e dos Subprojetos, sempre na busca da qualificação da formação inicial de professores, com base no planejamento de atividades de ensino que estimulem a articulação entre teoria e prática nos cursos de Licenciatura, promovendo a imersão do licenciando nas escolas de educação básica das redes públicas de educação básica. Nesse processo, é preciso ressaltar a importância do trabalho colaborativo entre os professores da escola, da universidade e os licenciandos, da relação universidade-escolas, em ações que permitem evidenciar a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão e a formação inicial e continuada dos professores envolvidos.

Indicadores, Metas e Resultados

O projeto institucional do PRP/UFPel possui uma descrição de detalhada com metas e indicadores, os quais estão associados com os seguintes objetivos específicos:
1) Estabelecer relações e colaborações entre a UFPel, as redes de ensino e as escolas, no contexto da formação inicial de professores do PRP;
2) Elaborar diferentes atividades e materiais de ensino, articulado a demandas da escola e dos professores, do estudo do contexto escolar, de temas e de conteúdos que constituem a escola e os subprojetos disciplinares interdisciplinares, contemplando diferentes contextos e sujeitos;
3) Realizar eventos qualificados, com seminários, oficinas, ou outras atividades coletivas que promovam a socialização de experiências do PRP/UFPel e a formação contínua dos participantes do Programa;
4) Socializar o Programa e as atividades dos Subprojetos do PRP/UFPel, à comunidade universitária;
5) Fortalecer e aprofundar a formação teórico-prática de estudantes de cursos de licenciatura, contribuindo para a construção da identidade profissional docente e da percepção da complexidade escolar dos licenciando;
6) Motivar os estudantes da Educação Básica a ampliar o interesse pelos cursos de Licenciatura e contribuir com a permanência dos estudantes junto aos Cursos de Licenciatura;
7) Melhorar a qualidade do ensino da Educação Básica, nas escolas parceiras do PRP/UFPel e buscar mecanismos que reduzam a evasão escolar;
8) Fortalecer a formação inicial e continuada de professores, a partir da pesquisa, ao incentivar a realização da escrita e trabalho colaborativo, a produção acadêmica e a socialização de atividades, materiais didáticos e experiências vivenciadas ao longo do PRP/UFPel; e
9) Valorizar e relacionar as atividades do PRP e os estágios supervisionados dos cursos de licenciatura, respeitadas as normas, autonomia e Cursos da UFPel.

Página gerada em 08/02/2023 01:01:06 (consulta levou 0.222945s)