Nome do Projeto
Programa de Residência Pedagógica da UFPel
Ênfase
Ensino
Data inicial - Data final
09/03/2020 - 28/02/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Multidisciplinar
Resumo
O Projeto institucional do Residência Pedagógica na Universidade Federal de Pelotas (UFPel), vinculado ao Edital 01/2020 da CAPES, visa aprimorar a formação inicial de professores, a partir do planejamento de atividades de ensino que estimulem a articulação entre teoria e prática nos cursos de licenciatura, promovendo a imersão do licenciando na escola de educação básica, a partir da segunda metade de seu curso, em parcerias com as redes públicas de educação básica. As ações são balizadas em documentos oficiais de âmbito nacional, do estado, dos municípios envolvidos e da Universidade, na articulação com diferentes Cursos de Licenciatura, com redes públicas de ensino, com professores da educação básica e do ensino superior e licenciandos. O Programa de residência pedagógica envolverá: i) preparação da equipe, estudo sobre os conteúdos da área e sobre metodologias de ensino, familiarização com a atividade docente por meio da ambientação na escola e da observação semi-estruturada em sala de aula, elaboração de relatório do residente juntamente com o preceptor e o docente orientador, avaliação da experiência, entre outras atividades; ii) elaboração de planos de aula; e iii) regência com acompanhamento do preceptor. O Projeto contempla Educação infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, em escolas públicas estaduais e municipais, a partir de atividades vinculadas aos Cursos de Licenciatura em: Artes Visuais; Ciências Biológicas; Ciências Sociais; Dança; Educação Física; Filosofia; Física; Geografia; História; Letras - Português e Inglês; Letras - Português; Matemática; Música; Pedagogia; Química; e Teatro.

Objetivo Geral

Promover a integração entre a educação superior e a educação básica, favorecendo a qualificação da formação inicial de professores dos cursos de licenciatura da UFPEL, com base no planejamento e desenvolvimento de atividades de ensino que estimulem a articulação entre teoria e prática, em parcerias com as redes públicas de educação básica.

Justificativa

O Projeto se justifica ao contemplar objetivos que versam a formação de professores, previstos no Programa de Residência Pedagógica, quais sejam:
I - incentivar a formação de docentes em nível superior para a educação básica, conduzindo o licenciando a exercitar de forma ativa a relação entre teoria e prática profissional docente;
II - promover a adequação dos currículos e propostas pedagógicas dos cursos de licenciatura às orientações da Base Nacional Comum Curricular (BNCC);
III - fortalecer e ampliar a relação entre as Instituições de Ensino Superior (IES) e as escolas públicas de educação básica para a formação inicial de professores da educação básica;
IV - fortalecer o papel das redes de ensino na formação de futuros professores;
V - contribuir para a valorização do magistério e para o incentivo à profissão docente;
VI - inserir os licenciandos da UFPel no cotidiano de escolas da rede pública de educação, proporcionando-lhes oportunidades de criação e participação em experiências metodológicas, tecnológicas e práticas docentes de caráter inovador e interdisciplinar que busquem a superação de problemas identificados no processo de ensino-aprendizagem dos estudantes das escolas públicas;
VII - incentivar escolas públicas de educação básica, mobilizando seus professores como coformadores dos futuros docentes e tornando-as protagonistas nos processos de formação inicial para o magistério;
VIII - contribuir para a articulação entre a teoria e a prática necessárias à formação dos docentes, elevando a qualidade das ações acadêmicas nos cursos de licenciatura;
IX - colaborar com a formação continuada dos professores das escolas parceiras;
X – Incentivar a reflexão sobre as ações e a escrita, bem como a socialização de ações em seminários, eventos e congressos;
XI - atuar em consonância com os princípios que embasam a Política Institucional da UFPel para a Formação Inicial e Continuada de Professores da Educação Básica (Resolução COCEPE N. 25/2017).

Metodologia

O acompanhamento dos subprojetos ocorrerá por meio de sistemáticas distintas, pois todos os subprojetos tem autonomia nas ações e no foco do trabalho, embora devam acompanhar os objetivos do Programa de Residência Pedagógica, os quais são coordenados pelo(s) docente(es) orientador(es) de área de cada subprojeto.
Os processos de acompanhamento e avaliação dos subprojetos têm como foco o desenvolvimento da autonomia e da autoavaliação, estando também vinculados à avaliação do projeto como um todo. Sendo assim, indica-se:
I. a formação de um Conselho de Representantes dos alunos da residência, para participar de encontros de avaliação do desenvolvimento do projeto, quando necessário;
II. encontros mensais de docentes orientadores de área com a coordenação institucional para socialização das ações em cada escola, uma vez que cada docente orientador de área será o coordenador das ações em uma escola parceira, junto com os supervisores;
III. encontros semestrais e/ou anuais para apresentação das ações realizadas e trocas de experiências entre os bolsistas que atuam em cada nível da educação básica (ensino fundamental e ensino médio);
IV. acompanhamento pelas equipes diretivas e pedagógicas das escolas parceiras, juntamente com os docentes orientadores e preceptores, que serão convidadas a avaliar o desenvolvimento das atividades e o envolvimento dos bolsistas e voluntários, ao final de cada semestre.
V. Os integrantes do subprojeto se envolverão em atividades de: i) Ambientação: vivenciar a rotina escolar para conhecer o funcionamento da escola e a cultura organizacional, acompanhar as atividades de planejamento pedagógico, identificar como é feita a articulação da escola com as famílias e a comunidade, dentre outros aspectos.; ii) Observação semi-estruturada: observação em sala de aula a partir de um roteiro definido pelo residente juntamente com o docente orientador; e iii) Regência: elaborar planos de aula e ministrar conteúdos em sala de aula ou oficinas temáticas na escola, com acompanhamento do preceptor. Sobre essas etapas, haverá incentivo para a escrita e socialização dos dados coletados através de análises em trabalhos nos grupos de cada subprojeto, para autoavaliação e socialização às reuniões mensais;
VI. para acompanhamento do Projeto, haverá planejamento da organização de um Seminário entre Pibid e Residência Pedagógica da UFPel, um momento de acompanhamento e socialização das aprendizagens entre professores (educação básica e superior), os residentes, pibidianos e licenciandos dos Cursos (não bolsistas).

Indicadores, Metas e Resultados

Ao final do Programa de Residência Pedagógica, pretende-se que a articulação entre escolas e UFPel tenha propiciado:
- avanços significativos na qualificação da formação inicial dos licenciandos, agregando saberes docentes aos estágios supervisionados do curso, com capacidade crítico-reflexiva sobre a profissão docente, com apropriação das metodologias de ensino e de aprendizagem, com domínio da leitura e da escrita, com maior compreensão da dinâmica do sistema escolar;
- valorização e interesse pela profissão docente;
- propostas de inovações metodológicas e recursos didáticos para as diferentes áreas do conhecimento e componentes curriculares da educação básica;
- incentivo a formação continuada dos professores da educação básica;
- reconhecimento e a valorização dos cursos de licenciatura perante os demais cursos da instituição;
- socialização dos resultados e aprendizagens através de apresentação de trabalhos em eventos científicos e/ou publicação de artigos em periódicos.

Página gerada em 30/11/2020 15:10:10 (consulta levou 0.306395s)