Nome do Curso / Conceitos (*)
Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis
CC (2013)4
Nível / Grau
GRADUAÇÃO / Bacharelado
Modalidade
Presencial
Turno
NOTURNO
Código UFPel
5900
Código e-MEC
1113654
Unidade
Coordenador
A0L1L2L5L6L9L10L13L14Total
PAVE 2019/121111111110
SISU 2019/1204444111140
Criação e Reconhecimento
Curso criado pela portaria 1609 de 15 de outubro de 2009.
Curso reconhecido pela Portaria nº 428 de 30/08/2013. Publicada no D.O.U. de 03/09/2013.

Contextualização

O Curso de Conservação e Restauro de Bens Culturais Móveis da UFPel objetiva formar profissionais com capacidade para planejar e implementar processos de conservação e restauração de bens culturais móveis e integrados. Enfatiza uma prática não dissociada de uma sólida base cultural, além do uso de metodologias de intervenção adequadas à realidade brasileira, sem deixar de respeitar as políticas que regulam a área e os conceitos vigentes já consolidados.

Objetivos

O Curso de Bacharelado em Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis deverá qualificar profissionais capacitados para atuar de forma autônoma, ou junto de instituições culturais – públicas e privadas – voltadas para a preservação sustentável da memória e do patrimônio, atuando em pesquisa, elaboração e execução de propostas de conservação, restauração e conservação preventiva do patrimônio cultural móvel e integrado, contribuindo assim para a construção de uma sociedade mais justa, equânime e respeitosa das diferenças e das diversidades.

Perfil do Egresso

O curso de Conservação e Restauro da UFPel objetiva formar um profissional dotado de ampla visão humanista e capacidade técnica específica no campo da conservação e da restauração de bens culturais móveis, além de envolvimento com as questões da prática e da percepção da arte e estudos sobre o patrimônio cultural. Este profissional deverá ser consciente de que a conservação-restauração não se resume a meros procedimentos manuais. Os processos que envolvem os trabalhos de conservação e restauração pedem por profissionais conscientes e eticamente atuantes, para que de forma suficiente, possam realizar o planejamento e ações práticas, que possuam a meta maior que é assegurar a transmissão da herança cultural das comunidades locais, ou mesmo da humanidade. O profissional conservador/restaurador deve agir de forma a exercer a proteção dos bens patrimoniais de acordo com critérios internacionais, tais como os de mínima intervenção e da reversibilidade. Deve também optar pela compatibilidade de produtos e técnicas e sempre partir de uma documentação escrita e fotográfica em suas atividades de trabalho.

Competências e habilidades

O Conservador-Restaurador deve ter competências e habilidades relacionadas aos seguintes aspectos:
- Identificar, analisar e solucionar problemas de conservação e de restauração de bens culturais móveis e integrados, respeitando e discutindo as peculiaridades de cada situação;
- Ser capaz de aplicar uma metodologia criteriosa e rigorosa para a tomada de decisão e execução de procedimentos de conservação e restauração, baseando-se na necessária integração de conhecimentos teóricos, científicos e éticos;
- Ter capacidade crítica para interpretar resultados de análises científicas e laboratoriais, que possam auxiliar na tomada de decisão adequada para cada tratamento e situação;
- Ter discernimento e sensibilidade em relação aos sentidos e valores atribuídos pelos agentes sociais aos bens culturais;
- Possuir destreza manual e domínio de técnicas para fazer intervenções minuciosas em bens culturais de valores inestimáveis;
- Trabalhar de forma cooperativa em equipes multidisciplinares, mantendo o necessário diálogo e troca de conhecimentos com as demais áreas que atuam em benefício da preservação dos bens culturais;
- Manter-se atualizado sobre as inovações das pesquisas sobre materiais, técnicas e procedimentos em conservação e restauração.

Organização Curricular

A lista que segue apresenta a grade curricular do Curso de Conservação e Restauração e Bens Culturais Móveis.
 
Química aplicada à Conservação e Restauração   
Conservação Preventiva I
História e Teoria da Conservação e Restauração  
Introdução à Produção do Conhecimento em Patrimônio Cultural  
Metodologia, Materiais e Técnicas para Conservação e Restauração
Química Aplicada à Conservação e Restauração I
Conservação Preventiva II
Materiais e Técnicas I
História da Arte I
Métodos, Exames e Análise de Materiais  
Conservação Preventiva III
Materiais e Técnicas II
História da Arte II
Conservação e Restauração de Papel I
Documentação e Registro Aplicados à Conservação e Restauração
Materiais e Técnicas III
Conservação e Restauração de Papel II
Conservação e Restauração de Madeira I  
Iconografia e Iconologia  
Conservação e Restauração de Madeira II
Conservação e Restauração de Pintura I
Gestão do Patrimônio e Políticas Públicas de Preservação
História da Arte no Brasil
Conservação e Restauração de Pintura II
Seminário Memória e Patrimônio
Metodologia da Pesquisa
 Optativa I  
Seminários de Orientação
 Optativa II
 Optativa III 
 Optativa IV
 Atividades Complementares  
 Estágio Curricular Obrigatório

DISCIPLINA OPTATIVAS
Peritagem de Obras de Arte 
Diagnósticos e Planos de Prevenção
Prática Profissional e Empreendedorismo
Formação, Desenvolvimento e Preservação de Acervos
Segurança em Laboratórios de Conservação e Restauração
Fundamentos da Linguagem Visual
Técnicas de Moldagem
Seminário Temático I  
Seminário Temático II  
Seminário Temático III  
Análise Crítica da Obra de Arte  
História da Arquitetura 
Conservação de Materiais Arqueológicos
História da Fotografia  
História da Arte Moderna e Contemporânea  
História da Arte no Rio Grande do Sul  
Curadoria de Coleções Biológicas  
Introdução à Conservação de Fotografias  
Introdução à Conservação e Restauração de Materiais Pétreos  
Introdução à Conservação e Restauração de Materiais Cerâmicos  
Introdução à Conservação e Restauração de Arte Contemporânea  
Introdução à Conservação e Restauração de Livros e Encadernações
Introdução à Conservação e Restauração de Metais
Introdução à Conservação e Restauração de Têxteis
Introdução à Conservação e Restauração de Estuques
Introdução à Conservação e Restauração de Pintura Decorativa
Língua Brasileira de Sinais I   
      

Procedimentos e metodologias de ensino

Para cumprir os objetivos do Curso e formar Conservadores-Restauradores que demonstram todas as aptidões acima relacionadas, o Bacharelado em Conservação e  Restauração de Bens Culturais busca valorizar uma metodologia de ensino dinâmica, atualizada no que diz respeito às orientações internacionais da área da preservação do patrimônio cultural e contextualizada na realidade vivenciada no Brasil e no Rio Grande do Sul.
Acredita-se que todos os sujeitos envolvidos no processo de ensino e de aprendizagem devem estar cientes da importância de uma formação continuada, fundamentada na interação multidisciplinar e transdisciplinar, voltada para a formação de um profissional sensível às demandas de natureza econômica, social, cultural, política e ambiental da sociedade brasileira. Na prática, a metodologia da aprendizagem do Curso prevê as seguintes propostas:
- Valorização de aspectos relacionados com a ética, cidadania, sustentabilidade, diversidade e pluralidade étnico-racial, indissociavelmente relacionados com o respeito aos distintos valores estabelecidos socialmente aos objetos que se constituem em bens culturais;
- Apresentação e discussão sobre os problemas mais relevantes da preservação de bens culturais, visando explorar e promover a articulação entre teoria, prática, ensino e prestação de serviços, desenvolvendo-se assim a consciência crítica do estudante eexercitando a sua capacidade de propor soluções contextualizadas e aplicáveis às realidades em nível do país, da região ou da cidade de Pelotas.
- Presença do professor como orientador do processo de ensino-aprendizagem e, principalmente, como facilitador da construção do conhecimento; 
- Ensino centrado no estudante como sujeito ativo na construção do seu conhecimento;
- Incentivo à pesquisa técnica e científica para ampliar os conhecimentos relativos à aplicação de inovações no campo de trabalho, na área da conservação, da restauração e da conservação preventiva;
- Integração das diversas disciplinas teóricas e práticas que oferecem ao estudante conhecimentos relativos às três áreas de abrangências que estruturam o curso: Conhecimento Humanístico, Científico e Técnico/Prático;
- Ênfase nas atividades práticas realizadas nos vários laboratórios do curso como principais meios do exercício da futura profissão, e também como experiência de trabalho cooperativo e em equipe;
- Associação dos conteúdos teóricos e práticos através do estímulo à participação em grupos de estudos, eventos acadêmicos e profissionais e em projetos de ensino, de pesquisa e de extensão coordenados e realizados pelo corpo docente e técnicos do Curso;
- Estímulo ao uso das bibliotecas da universidade e também da internet, como ferramentapara acessar os conteúdos mais atualizados sobre a preservação, conservação e restauração produzido em outros centros e instituições;
- Introdução do ensino semipresencial, quando possível, com o uso da plataforma Moodle, que facilita o acesso de conteúdos teóricos à distância, aproximando docentes e discentespara além das horas de sala de aula;
- Realização de ações de integração dos discentes, com o apoio do Grupo PET Conservação e Restauração ou por iniciativa do corpo docente, como a recepção e acolhimento dos calouros, da semana acadêmica, de organização de eventos e palestras com presença de convidados, de visitas guiadas em instituições de outras cidades, de sessões de cinema com filmes da área, etc;
- Aproximação dos graduandos com a pós-graduação, estimulando a participação em eventos, defesas de teses e dissertações ou compondo equipes de pesquisas desenvolvidas pelos docentes;
- Estímulo para que os discentes participem de projetos de ensino, pesquisa e extensão como bolsistas de iniciação científica, monitores, etc;
- Orientação e acompanhamento dos estágios obrigatórios de forma a garantir a complementação entre conteúdos trabalhados no currículo e a experiência prática dentro de instituições de salvaguarda de acervos;
- Integração com instituições culturais da cidade, estimulando os discentes a participarem dos projetos de extensão e de pesquisa coordenados pelos docentes do curso.
- Reconhecimento do direito à diferença, promovendo condições para atendimento adequado, quando necessário, eliminando barreiras e criando condições de igualdade de oportunidades para o aluno que apresente necessidades educativas especiais, sem caracterizar uma situação de privilégio.

Avaliação do ensino e da aprendizagem

A avaliação do processo de Ensino e Aprendizagem é feita de acordo com o Regimento da Universidade Federal de Pelotas e suas determinações quanto ao número de presenças em sala de aula, de faltas e de notas mínimas exigidas. Em concordância com as normas da UFPel o curso realiza o número mínimo de duas avaliações por semestre. No entanto, deve-se ressaltar que idealmente a avaliação já se inicia no processo de estudo e formação, pois o acompanhamento dos alunos deverá ser constante para o saneamento de dúvidas ou a verificação de conhecimentos que se desenvolvem ou se apresentam em sala de aula.
A avaliação com o uso de provas, de exercícios, de seminários, além da realização de projetos e outras maneiras de avaliar os conhecimentos assimilados pelos alunos, será realizada com a atribuição de nota constituída em grau numérico, variando entre o mínimo de 0 (zero pontos) e o máximo de 10 (dez pontos). O aluno atingirá média satisfatória para cada disciplina, quando obtiver média semestral igual ou superior a 7 (sete pontos). O aluno sofrerá reprovação, sem a possibilidade de realizar exame final, caso o valor da média semestral seja inferior a 3 (três pontos).
Todos os alunos que obtiverem média semestral entre 3 (três) e 6,9 (seis vírgula nove) terão direito a realização de um exame final. A média final resultará da média entre a nota total do semestre e a nota do exame final, sendo que ambas somadas e divididas por 2 (dois), deverão resultar em uma nota com no mínimo 5 (cinco) ou mais pontos, para aprovação do aluno. O aluno que obtiver média final de 4,9 (quatro pontos e nove décimos), ou menor, será reprovado.
Como a atuação do Conservador-Restaurador é de natureza multidisciplinar, avaliar as competências profissionais no processo de formação é da mesma forma, uma tarefa diversificada. As competências para o trabalho coletivo têm importância igual à competências individuais, uma vez que é um princípio educativo dos mais relevantes e, portanto, avaliar também esse processo de aprendizagem é fundamental. Embora seja mais difícil avaliar competências profissionais que a assimilação de conteúdos convencionais, há muitos instrumentos para isso. Nesse sentido, apesar de a aplicação de provas ser o método mais recorrente, o curso sempre que possível irá também se
valer de outros métodos para a avaliação do aluno. Seguem, então, algumas possibilidades:
– Realização de exercícios de reflexão, que propiciem um feedback de dados aprendidos, da produção intelectual realizada a partir de atividade de pesquisa, empírica ou teórica, realizada de acordo com a especificidade do trabalho e do assunto proposto;
– Avaliação por meio de testes ou provas específicas;
– Análise com apresentação de parecer sobre trabalho desenvolvido em sala de aula ou em atividade extraclasse;
Sejam quais forem os métodos utilizados nos processos de avaliação dos alunos, eles deverão obedecer aos parâmetros de pontuação solicitados pela Universidade Federal de Pelotas. Quanto à frequência em sala de aula, independentemente dos demais resultados obtidos, é considerado reprovado na disciplina o aluno que não obtenha frequência de, no mínimo, 75% (setenta e cinco por cento) das aulas e demais atividades programadas, de forma que se obedeça às normas da UFPel.

Integração com a Pesquisa e a Pós-Graduação

O Programa de Pós-Graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural, com o Curso de Mestrado criado em 2006 e o de Doutorado em 2012, tem em seu quadro de professores permanentes doutores que integram o colegiado dos Cursos de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis e de Museologia.
Na linha de pesquisa Gestão de Acervos e Patrimônio do PPG, questões referentes à conservação de acervos constituem temáticas tangenciais ou basilares de projetos em desenvolvimento. Outros docentes desses CursosStricto Sensu, não vinculados ao colegiado dos cursos de graduação, desenvolvem projetos com acervos focados para a conservação e estudo de materiais. Em outra linha de pesquisa denominada Patrimônio, Espaço e Território, outros projetos em desenvolvimento traçam temáticas
concernentes à conservação e a restauração. Esses projetos de pesquisa da pós-graduação tendem a compor equipes nas quais os alunos do Curso de Conservação e Restauração podem atuar como pesquisadores ou colaboradores. Os alunos da graduação também participam de palestras e de eventos organizados pelo Programa de Pós-
Graduação. Vários egressos dos cursos de graduação seguem seus estudos no PPG Memória Social e Patrimônio Cultural. Deve-se ressaltar que o PPG também se constitui em uma instância importante para que vários docentes do Curso de Conservação e Restauração obtenham sua titulação de doutoramento, firmando-se assim uma linha de pesquisa claramente e fortemente voltada para a conservação e restauração de bens culturais. Além disso, vários eventos e ações pedagógicas promovidos pelo PPG em Memória e Patrimônio são abertos a participação dos graduandos dos cursos de bacharelado em Museologia e Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis. A vinculação do Programa de Pós-Graduação com os cursos de graduação de Museologia e de Conservação e Restauração constitui-se assim em um núcleo forte de formação de profissionais e de espaço para discussões das questões patrimoniais.

Acompanhamento de Egressos

O acompanhamento dos profissionais egressos deve permitir ao Curso conhecer os resultados da formação propiciada no que tange à inserção do profissional no campo de trabalho e nas ações das quais os mesmos são capazes no âmbito da sua área de conhecimento. Um sistema eficiente de acompanhamento fornece informações importantes pelas quais se podem julgar e operar mudanças e ajustes em estruturas curriculares, ementas, planos de ensino, além da análise em relação ao perfil profissional pretendido e o atingido pelos egressos. Também esse acompanhamento fornece parâmetros para a proposição de novas ações acadêmicas nas esferas da extensão e
pesquisa.Sendo indiscutível a importância de um sistema de acompanhamento de egressos, já que se pode considerá-lo sob os objetivos expostos, faz-se necessário pensar no sistema como um conjunto de ações compatíveis com a capacidade de execução da Instituição. Para a obtenção de dados anuais das turmas formadasa Coordenação
do Curso busca manter o cadastro de cada egresso atualizado. Essa conferência e atualização de dados pessoais, objetiva viabilizar o contato com o egresso. Através de correio-eletrônico, anualmente, a secretaria do curso solicita a atualização do cadastro, no qual, através de campos específicos, é possível averiguar se o egresso trabalha em atividade que possa ser classificada como da área, quantos estão trabalhando em outras áreas e quem não está trabalhando. Esse mesmo instrumento de cadastro e entrevista pergunta sobre quem está cursando outra graduação, especialização/pósgraduação ou tem planos de vir a fazê-lo. Para os solicitados, que aceitarem o convite, aplica-se outro instrumento de caráter qualitativo, consistindo de uma entrevista formada por quatro blocos de questões definidos pelos seguintes conteúdos gerais: 
1) identificação de atuação do profissional na sua área e das características do trabalho realizado nessa;
2) atualização, pós-graduação e educação continuada;
3) busca e convivência com a área tanto pela atualização através de livros, como pela participação em associações e grupos de classe ou classes afins;
4) análises de como a formação acadêmica contribuiu para facilitar a inserção deste profissional no mercado de trabalho.

Matriz Curricular

2º Semestre

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
10790099CONSERVAÇÃO PREVENTIVA IIObrigatória460
10790003HISTÓRIA DA ARTE IObrigatória460
10790101MATERIAIS E TÉCNICAS IObrigatória460
10790102MÉTODOS, EXAMES E ANÁLISE DE MATERIAISObrigatória460
10790100QUÍMICA APLICAÇÃO À CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO II10790074 - QUÍMICA APLICADA À CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO IObrigatória460

4º Semestre

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
10790109CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE MADEIRA IObrigatória460
10790108CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PAPEL II10790105 - CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PAPEL IObrigatória8120
10790055ICONOLOGIA E ICONOGRAFIAObrigatória460
10790107MATERIAIS E TÉCNICAS IIIObrigatória460

5º Semestre

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
10790110CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE MADEIRA II10790109 - CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE MADEIRA IObrigatória8120
10790111CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PINTURA IObrigatória460
10790058HISTÓRIA DA ARTE NO BRASILObrigatória460
10790112SEMINÁRIO MEMÓRIA E PATRIMÔNIOObrigatória460

6º Semestre

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
10790113CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PINTURA II10790111 - CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PINTURA IObrigatória8120
10790042GESTÃO DO PATRIMÔNIO E POLÍTICAS PÚBLICAS DE PRESERVAÇÃOObrigatória460
10790127METODOLOGIA DE PESQUISAObrigatória460

7º Semestre

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
10790115ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIOObrigatória120
10790128SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO10790127 - METODOLOGIA DE PESQUISAObrigatória8120

Complementares

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
10790114ATIVIDADES COMPLEMENTARESAtividade complementar300

Optativas

CódigoDisciplina / Pré-requisitosCaráterCr.Horas
10790039ANÁLISE CRÍTICA DA OBRA DE ARTEOptativa460
10790121CONSERVAÇÃO DE MATERIAIS ARQUEOLÓGICOSOptativa460
10790069CONSERVAÇÃO E REST. DE LIVROS E ENCADERNAÇÃOOptativa460
10790064CURADORIA DE COLEÇÕES BIOLÓGICASOptativa460
10790116DIAGNÓSTICO E PLANOS DE PREVENÇÃOOptativa460
10790118FORMAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PRESERVAÇÃO DE ACERVOSOptativa460
10790079FUNDAMENTOS DA LINGUAGEM VISUALOptativa460
10790044HISTÓRIA DA ARQUITETURAOptativa460
10790048HISTÓRIA DA ARTE MODERNA E CONTEMPORÂNEAOptativa460
10790122HISTÓRIA DA ARTE NO RIO GRANDE DO SULOptativa460
10790047HISTÓRIA DA FOTOGRAFIAOptativa460
10790123INTRODUÇÃO A CONSERVAÇÃO DE FOTOGRAFIASOptativa460
10790126INTRODUÇÃO À CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE ESTUQUESOptativa460
10790125INTRODUÇÃO À CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE METAISOptativa460
10790071INTRODUÇÃO À CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE TÊXTEISOptativa460
10790065INTRODUÇÃO À CONSERVAÇÃO E RESTAUR. DE MATERIAIS PÉTREOSOptativa460
10790124INTRODUÇÃO À CONSERVAÇÃO E REST. DA ARTE CONTEMPORÂNEAOptativa460
10790066INTRODUÇÃO À CONSERV. E RESTAUR. DE MATERIAIS CERÂMICOSOptativa460
10790073INTRODUÇÃO À CONSERV. E REST. DE PINTURA DECORATIVAOptativa460
20000084LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS I ( LIBRAS I )Optativa460
10790043PERITAGEM DA OBRA DE ARTEOptativa460
10790117PRÁTICA PROFISSIONAL E EMPREENDEDORISMOOptativa460
10790119SEGURANÇA EM LABORATÓRIOS DE CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃOOptativa460
10790120SEMINÁRIO TEMÁTICO IOptativa460
10790081SEMINÁRIO TEMÁTICO IIOptativa460
10790082SEMINÁRIO TEMÁTICO IIIOptativa460
10790001TÉCNICAS DE MOLDAGEMOptativa460

Turmas ofertadas em 2019 / 1

1º Semestre

Disciplina / Professores / HoráriosTurmaVagasMatric.
10790075 - CONSERVAÇÃO PREVENTIVA I
Horários
ManhãTardeNoite
TER18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
M1400
10790076 - HISTÓRIA E TEORIA DA CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃOProfessor responsável pela turma: RAQUEL FRANCA GARCIA AUGUSTIN
Horários
ManhãTardeNoite
SEX18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1400
10790077 - INTRODUÇÃO À PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO EM PATRIMÔNIO CULTURAL
Horários
ManhãTardeNoite
QUI18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1400
10790078 - METODOLOGIA, MATERIAIS E TÉCNICAS PARA CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃOProfessor responsável pela turma: RAQUEL FRANCA GARCIA AUGUSTIN
Horários
ManhãTardeNoite
QUA18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
M1400
10790074 - QUÍMICA APLICADA À CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO IProfessor responsável pela turma: THIAGO SEVILHANO PUGLIERI
Horários
ManhãTardeNoite
SEG18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
M1400

3º Semestre

Disciplina / Professores / HoráriosTurmaVagasMatric.
10790105 - CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PAPEL IProfessor responsável pela turma: SILVANA DE FATIMA BOJANOSKI
Horários
ManhãTardeNoite
SEG18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
M1360
10790103 - CONSERVAÇÃO PREVENTIVA III
Horários
ManhãTardeNoite
SEX18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
M1360
10790106 - DOCUMENTAÇÃO E REGISTRO APLICADOS À CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃOProfessor responsável pela turma: RAQUEL FRANCA GARCIA AUGUSTIN
Horários
ManhãTardeNoite
QUI18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
M1360
10790006 - HISTÓRIA DA ARTE IIProfessor responsável pela turma: ROBERTO HEIDEN
Horários
ManhãTardeNoite
TER18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1360
10790104 - MATERIAIS E TÉCNICAS IIProfessor responsável pela turma: ROBERTO HEIDEN
Horários
ManhãTardeNoite
QUA18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
M1360

5º Semestre

Disciplina / Professores / HoráriosTurmaVagasMatric.
10790110 - CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE MADEIRA IIProfessor responsável pela turma: DANIELE BALTZ DA FONSECA
Horários
ManhãTardeNoite
TER18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
QUA18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
M1180
10790110 - CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE MADEIRA IIProfessor responsável pela turma: DANIELE BALTZ DA FONSECA
Horários
ManhãTardeNoite
SEG13:30 - 14:20
14:20 - 15:10
15:10 - 16:00
16:00 - 16:50
QUI13:30 - 14:20
14:20 - 15:10
15:10 - 16:00
16:00 - 16:50
M2120
10790111 - CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PINTURA IProfessor responsável pela turma: ANDREA LACERDA BACHETTINI
Horários
ManhãTardeNoite
QUI18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
M1180
10790111 - CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PINTURA IProfessor responsável pela turma: ANDREA LACERDA BACHETTINI
Horários
ManhãTardeNoite
QUA13:30 - 14:20
14:20 - 15:10
15:10 - 16:00
16:00 - 16:50
M2120
10790058 - HISTÓRIA DA ARTE NO BRASILProfessor responsável pela turma: ROBERTO HEIDEN
Horários
ManhãTardeNoite
SEG18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1360

6º Semestre

Disciplina / Professores / HoráriosTurmaVagasMatric.
10790042 - GESTÃO DO PATRIMÔNIO E POLÍTICAS PÚBLICAS DE PRESERVAÇÃO
Horários
ManhãTardeNoite
SEX18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
T1360

7º Semestre

Disciplina / Professores / HoráriosTurmaVagasMatric.
10790115 - ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIOP1200
10790128 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃOProfessor responsável pela turma: ROBERTO HEIDEN
Horários
ManhãTardeNoite
SEG08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
TER08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
QUA08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
P130
10790128 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃOProfessor responsável pela turma: JULIANE CONCEICAO PRIMON SERRES
Horários
ManhãTardeNoite
SEG08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
TER08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P1030
10790128 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO
Horários
ManhãTardeNoite
SEG08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
QUI08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P1130
10790128 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO
Horários
ManhãTardeNoite
QUA08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
QUI08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P1230
10790128 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃOProfessor responsável pela turma: ANDREA LACERDA BACHETTINI
Horários
ManhãTardeNoite
SEG08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
TER08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
QUA08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
QUI08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
P230
10790128 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃOProfessor responsável pela turma: DANIELE BALTZ DA FONSECA
Horários
ManhãTardeNoite
SEG08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
TER08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
QUA08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
QUI08:00 - 08:50
SEX08:00 - 08:50
P330
10790128 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃOProfessor responsável pela turma: SILVANA DE FATIMA BOJANOSKI
Horários
ManhãTardeNoite
SEG08:00 - 08:50
TER08:00 - 08:50
QUA08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
QUI08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
P430
10790128 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃOProfessor responsável pela turma: THIAGO SEVILHANO PUGLIERI
Horários
ManhãTardeNoite
SEG08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
TER08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P530
10790128 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃOProfessor responsável pela turma: RAQUEL FRANCA GARCIA AUGUSTIN
Horários
ManhãTardeNoite
QUA08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
QUI08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
P630
10790128 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO
Horários
ManhãTardeNoite
SEG08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
QUA08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
P730
10790128 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃOProfessor responsável pela turma: PEDRO LUIS MACHADO SANCHES
Horários
ManhãTardeNoite
SEG10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
TER10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
QUA10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
QUI10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
P830
10790128 - SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO
Horários
ManhãTardeNoite
SEG08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
TER08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
QUA08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
QUI10:50 - 11:40
SEX10:50 - 11:40
P930

Optativas

Disciplina / Professores / HoráriosTurmaVagasMatric.
10790116 - DIAGNÓSTICO E PLANOS DE PREVENÇÃO
Horários
ManhãTardeNoite
QUA18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
M1200
10790043 - PERITAGEM DA OBRA DE ARTEProfessor responsável pela turma: PEDRO LUIS MACHADO SANCHES
Horários
ManhãTardeNoite
SEG18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
M1200
10790082 - SEMINÁRIO TEMÁTICO IIIProfessor responsável pela turma: THIAGO SEVILHANO PUGLIERI
Horários
ManhãTardeNoite
SEG18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
M1200

Alunos Matriculados

Nome Ano de ingresso Semestre de ingresso
Paula Akemi Egashira20191

Alunos Egressos

Nome Ano de ingresso Ano de conclusão
CONSUELO VAZ ROBE20082011
EDUARDO NOBRE MEDEIROS20082011
FABIANA BATISTA ALFONSIN20082011
FABIO GALLI ALVES20082011
GEANINE VARGAS ESCOBAR20082011
ISABEL HALFEN DA COSTA TORINO20082011
JANAINA HUTH MESQUITA20082011
JOÃO EDUARDO ABDUCH RODRIGUES20082011
KAREN VELLEDA CALDAS20082011
LUCIANE PACÍFICO DOS SANTOS MACHADO20082011
MARA LÚCIA CARRETT DE VASCONCELOS20082011
RICARDO JAEKEL DOS SANTOS20082011
SILVANA SALAZAR ARANIBAR20082011
VERONICA COFFY BILHALBA DOS SANTOS20082011
ANDRÉ LUIZ DE VASCONCELOS MEDEIROS20092012
ANGELA MARINA MACALOSSI20082012
CLAUDIA FONTOURA LACERDA20092012
DEIZI RODRIGUES NEUGEBAUER20092012
ENILDA MARIA BENEMANN DE ALMEIDA20092012
FABIANE RODRIGUES MORAES20092012
FLÁVIA SILVA FARO20092012
GILSON BARBOZA20092012
JULIANA CORRÊA VERGARA20092012
LISIANE GASTAL PEREIRA20092012
MICHELI MARTINS AFONSO20092012
MÍRIAM SILVEIRA CAMPOS20092012
PAULA WIENER REISSER20082012
ANA PAULA DA ROSA LEAL20092013
BÁRBARA MARIA BICHLER BORCK20102013
BIANCA SERVI GONÇALVES20102013
BRUNA LEMOS LOBATO20102013
CAROLINE PEIXOTO PIRES20102013
CLAUDIA DA SILVA NOGUEIRA20102013
DAIANE VALADÃO PEREIRA20092013
DEGLI MÁRCIA SILVEIRA DE QUEVEDO20102013
IGOR DE FREITAS ULGUIM20102013
JOANA ANDREA BIELECKI BRAKLING20102013
JULIANA BIZARRO CASCAIS20102013
MARCELO HANSEN MADAIL20092013
MARINA PERFETTO SANES20102013
ROSAURA ISQUIERDO ROCHA20102013
SUÉLEN NEUBERT20102013
ADRIANO KONRATH20102014
FABIO BARRETO DA SILVA20112014
JENNIFER CAZAUBON DA SILVA20102014
LIDIANE AVILA DA SILVA20102014
MARA DENISE NIZOLLI RODRIGUES20112014
MÁRCIA REGINA RIBEIRO DUTRA20112014
MARIA ALICE MATTOZO VASCONCELLOS20092014
MARIANA DE ARAUJO ISQUIERDO20112014
MELANIA DOS SANTOS CARDOSO VERAS20112014
MIRTES LOURDES DALL'OGLIO20112014
PABLO DANIEL CAMPOS LÓPEZ20092014
ROSANGELA MARIA ORTIZ TORRES20122014
TACIANE SILVEIRA SOUZA20112014
VALÉRIA MARTINS CARDOSO20112014
AMANDA SCATTOLIN20112015
CACILDA ARAUJO OLIVEIRA 20122015
CRISTIANE RODRIGUES DE RODRIGUES20122015
DULCE ELENA DIAS DE AVILA20122015
Eduarda Peres Vieira20122015
EDUARDO OLIVEIRA DE ARAUJO20122015
FERNANDO GONÇALVES DUARTE20092015
JAIRO HARDTKE KASTER20122015
Marta Rosane Possapp Tavares20102015
PRISCILLA PINHEIRO LAMPAZZI20112015
ROSÂNGELA PEREIRA TAVARES20122015
SUZANA RODRIGUES BORGES20112015
Vera Regina Cazaubon20122015
ANA CAROLINA KOHN BEHLING20122016
ANDRESSA BURGUEZ DA SILVA BORBA20082016
CLAUDIA MARIA BITENCOURT CARVALHO20122016
ELOISA DO CARMO DE OLIVEIRA20132016
JULIANA CAVALHEIRO RODRIGHIERO20132016
MIRELLA MORAES DE BORBA20122016
PAMELA PEREIRA DE PEREIRA20132016
Paula de Aguiar Silva Azevedo20142016
PAULO ROBERTO FERRAZ20132016
SANDRA REJANE CANEZ BORGES20082016
SUSANA DOS SANTOS DODE 20122016
ANA ELISA COUTO MADRUGA20132017
ANA PAULA DA SILVA PINHO20132017
ANDREA GONÇALVES DOS SANTOS 20132017
ANDRÉ LUIS MARAGNO20142017
CARMEN ANTONIETA CORRÊA FROMMING FERNANDES20132017
DIULI DA SILVA PUREZA20102017
FÁBIO GONÇALVES ZÜNDLER20102017
FERNANDA DA SILVA RODRIGUES20142017
JACQUELINE DA SILVA BASILIO20142017
JULIA XAVIER BARROS20142017
LARISSA RODALES DA FONSECA20132017
LINDSAY ROCHA TAVEIRA20142017
MARILENE TEREZINHA BURIOL FARINHA20132017
SILVIA HELENA BRUM20142017
TARSILA COSTA RIZZI20132017
BIANCA BARBOSA BANDEIRA20102018
IZABEL CAVALHEIRO AMARAL20132018
TALES KRÜGER SIEFERT20132018
SIDNEI LOURO JORGE JUNIOR20132019

(*) Conceitos de curso:

(**) Vagas e formas de ingresso:

  • A0 - Ampla concorrência;
  • L1 - Candidatos com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)
  • L2 - Candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)
  • L5 - Candidatos que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)
  • L6 - Candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)
  • L9 - Candidatos com deficiência que tenham renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)
  • L10 - Candidatos com deficiência autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, que tenham renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012
  • L13 - Candidatos com deficiência que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)
  • L14 - Candidatos com deficiência autodeclarados pretos, pardos ou indígenas que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012)

Localização e contatos

Página gerada em 16/02/2019 01:28:25 (atualização a cada 15 minutos)